Procurava um marido, encontrei um cachorro - Karen Templeton

10:39:00 3 Comments A+ a-

Oi!
Então, título bem sugestivo, né? Mas bem...
Eu to meio preocupada com umas coisas e acabou que eu demorei demais pra ler esse livro, comecei domingo ou segunda passada... não lembro. Mas esse livro parece que tava falando comigo no quesito 'problemas.' Porque, cara, eu consegui ter pena da Ginger e me identificar com ela ao mesmo tempo.

Algumas coisas aqui não estão dando certo pra mim, o que me fez sentir uma droga. Mas a situação da Ginger mais que superava a minha. Porque eu não fui abandonada no altar, pra começar. Nem, em seguida, fiquei sem casa porque a dona ia voltar a morar lá. Nem meu chefe morreu e eu fui demitida porque ele era o único no poder alí, e nem fiquei sem receber o que eu tinha que receber. Nem herdei o cãozinho do meu ex-chefe-assassinado. Nem fiquei sem casa, de novo, porque os vizinhos de cima incendiaram o apartamento deles e ferrou com o meu. E o seguro não venceu no dia anterior a isso, nem esqueci de pagar a conta. E eu também não encontrei com o loiro gatão de olhos azuis de uma noite, há dez anos atrás.

Pena que não há nenhum gatão de olhos azuis pra mim, o que eu acharia ótimo. Mas Ginger acha que está amaldiçoada. Pra melhorar sua fossa, ela se vê obrigada a voltar a morar com a mãe, Nedra. Ela é uma completa pirada, alguém que Ginger tenta ficar o mais longe possível.

Em casa, com sua mãe e avó, ela se vê pensando no que fazer. Ela vê suas coisas antigas de pintura e se pergunta se deveria voltar a pintar ou se deveria continuar a fazer design de interiores, mesmo desempregada. Ou se ela conseguiria fazer os dois.

Esse é mais um livro de auto-descobrimento, apesar de toda a coisa tragicamente cômica. O cãozinho é a coisa mais fofa, Nick (o gatão de olhos azuis) não é aquele cara frio que aparenta, a mãe se mostra ser algo que Ginger nunca se permitira ver, e seus amigos sempre estiveram ao seu lado. Da mudança de casas até a sua mudança interior.

Mas Greg, o cara que a abandonou no altar, a quer de volta. E Nick também. O que será que Ginger vai fazer com mais essa decisão? Vai voltar pro passado confortável ou vai encarar a montanha-russa de emoções que Nick a faz sentir?

É um livro legal. Talvez eu o releia quando eu estiver de melhor humor pra ver a parte cômica de tudo isso, mas uma coisa que eu vi, mais uma vez, com esse livro é que tudo se resolve. E que não é nada fácil, mas a gente precisa olhar de outra maneira pra tudo o que nos acontece.

Eu ainda estou na fase de querer matar o primeiro na minha frente, e depois sumir. Mas acho que foi uma boa leitura pra passar por tudo o que eu to passando. E não duvido que vocês vão achar bom esse livro. Uma leitura leve, coisas que acontecem a qualquer um... bem, podem acontecer! Quem sabe? Mas é uma boa pedida, apesar de não ficar nos meus favoritos.

Até mais.

Estudante de Engenharia de Alimentos na UFRPE, leitora nas horas vagas, viciada em coisas boas, sonha demais.

3 comentários

Write comentários
Livia
AUTHOR
14 de junho de 2010 11:46 delete

Aiii q coisa mais fofa!!! =))

Reply
avatar
- Gean Carlos
AUTHOR
14 de junho de 2010 23:27 delete

Parece um auto-ajuda disfarçado de sei lá o que!
acho que não leria algo assim, mesmo com a parte cômica e tudo mais.. não teria paciência em ter que tentar imaginar algo que ta dando errado, e errado, e errado pra depois, muito tempo depois, dar certo.
já tenho a minha vida, que é algo digamos, incerto!

enfim.. pra quem gosta é uma ótima sugestão.

Reply
avatar
Nayá
AUTHOR
15 de junho de 2010 11:32 delete

Não é leitura pra você, Gean! UAHSUAHSUASH

Reply
avatar

Olá.
Obrigada pela visita! Sinta-se a vontade para comentar, e não tenha vergonha de escrever alguma dúvida ou sugestão. Sua opinião é importante para mim!