Mulheres, Comida e Deus - Geneen Roth

20:53:00 5 Comments A+ a-

Oi, gente!

Vocês leem livros de auto-ajuda? Já leram algum? Confesso que eu não me interesso muito por eles, mas acho que eles sejam bem úteis porque te fazem pensar. Quando vi  que um dos lançamentos de Julho da Lua de Papel seriam, em sua maioria, de auto-ajuda eu não me interessei muito. Depois, com a campanha de publicidade do livro Mulheres, Comida e Deus, que eu vi o vídeo da Geneen falando sobre suas teorias eu me senti curiosa quanto ao livro.

Na época a Talita ainda estava na Lua e ela me mandou um e-mail sobre a promoção desse livro no blog do Danilo, o Literatura de Cabeça, e eu pensei: por que não? Num é que a minha frase foi a vencedora?

Quando recebi esse livro eu furei a fila de coisas para ler e o coloquei na frente de todos. Não me arrependi nada. Depois de passar umas três semanas pra terminá-lo(e mais duas para completar essa resenha), virei a última página com um ar de satisfeita que eu não tinha há um tempo. Eu adorei esse livro.

Uma coisa bem legal e que é bem abordada nesse livro é a relação que as mulheres têm com a comida. Na verdade, como a Geneen fala, não há diferença em descontar toda raiva, frustração e auto-depressiação na comida, no cigarro, ou na bebida. Ou até mesmo nas drogas. Porque as mulheres, que são o público-alvo de sua pesquisa, sempre procuram se entorpecerem ou se castigarem por não terem/serem/fazerem o que acham que deveriam fazer/ser/ter.

"Fazer dieta era como rezar: um lamento chorozo para quem estivesse ouvindo. Sei que sou gorda. Sei que sou feia. Sei que sou indisciplinada, mas eu tento. Veja com que violência eu me privo, me limito, me castigo. Certamente, deve haver uma recompensa para aqueles que sabem como são horríveis.
E como eu expressava meu desespero com os regimes e a compulsão por comida, quando não estava fazendo regime ou comendo compulsivamente, tinha a sensação de estar cometendo uma heresia."
Como já falei, não sou de ler esse tipo de livro. Mas com certeza deve haver algum livro do gênero com uma liguagem mais ou menos assim: olhe, querida, pare de fazer isso. Isso não é bom pra você. Não faça isso. Faça desse jeito. Desse jeito é bom. Dessa forma você vai ser mais feliz. Uma coisa bem marcante nesse livro é a linguagem. A Geneen não dá conselhos, ela fala com base nela mesma e nas suas alunas, explica o motivo do ato e diz como você pode parar de agir daquela forma. Ela não manda nem pede que você siga o que ela 'prega,' mas ela afirma que dá resultados e que, se você ao menos tentar enxergar as coisas como ela mostra, você vai se sentir bem melhor.

A primeira coisa que aconteceu quando eu comecei a ler esse livro foi prestar atenção ao que eu como, e eu não consigo mais comer como eu comia antes de ler esse livro. Acreditem se quiserem. Quando eu estava na parte do meio, indo pra parte final, descobri uma coisa que me aflingia há muito tempo e que minha reação a isso me impedia de fazer várias coisas. Eu não tinha ideia de que nada disso estava se passando comigo. Quando terminei o livro pude começar a distinguir as minhas necessidades físicas e as psicológicas. Uma das consequências de eu ter lido esse livro foi minhas calças começarem a ficar folgadas, e eu não estou brincando.

Mulheres, Comida e Deus não é só mais um livro de auto-ajuda que promete mostrar a solução para que as pessoas parem de fazer dietas e, assim, passar a viver bem. Porque ele nos mostra claramente que não é o fato de emagrecer que vai melhorar a maneira como nos sentimos com nós mesmos. Também não promete solucionar nossos problemas: o livro nos faz pensar em nós mesmos através das estórias que nos são apresentadas. Nos faz pensar no que fazemos, na maneira como agimos. E como podemos mudar isso. Emagrecer, que é uma das coisas que as mulheres buscam, é só uma das consequências de ficar bem consigo mesmo.

Eu aprendi muito sobre eu mesma com ele. Não acredito na sorte que eu tive quando ganhei este exemplar. E recomendo, com todo meu entusiasmo, a todos vocês que estão lendo esse post. Vale muito a pena.

Até mais!

Estudante de Engenharia de Alimentos na UFRPE, leitora nas horas vagas, viciada em coisas boas, sonha demais.

5 comentários

Write comentários
Drik's
AUTHOR
28 de agosto de 2010 21:27 delete

certo, quando veem a promoção dele? OAISOAISOIASOI

e eu ameeeeeei! ficou perfeita! e voc sabe do qe falo ;D

Reply
avatar
Beli
AUTHOR
28 de agosto de 2010 22:14 delete

Já li varias resenhas sobre esse livro! Parece ótimo!!!

Reply
avatar
29 de agosto de 2010 12:38 delete

Eu não sabia que esse livro era de auto ajuda!
Uma vez eu ganhei um da minha amiga e gostei, não cheguei a amar...
Mas eles são otimos mesmo, nos ajuda a ver o mundo de um posnto de vista diferente

Reply
avatar
30 de agosto de 2010 11:24 delete

uhashuashuasu Mt boa: "certo, quando veem a promoção dele?" [2] *-*
Parece ótimo e tua resenha ficou PERFEITA!!!!
Te amo, mainha! (L)

Reply
avatar
22 de novembro de 2010 19:39 delete

1º vez aqui no blog =)
o livro parece ser bem legal =p
eu até gosto de livros de auto-ajuda, eles são bem engraçados, divertidos, PORQUE OS HOMENS MENTEM E AS MULHERES CHORAM é bem legal, ri muito com ele rsrs

bjs

Reply
avatar

Olá.
Obrigada pela visita! Sinta-se a vontade para comentar, e não tenha vergonha de escrever alguma dúvida ou sugestão. Sua opinião é importante para mim!