O pão da amizade - Darien Gee

19:09:00 1 Comments A+ a-

Quem me segue no twitter deve ter visto que eu fui uma das 50 pessoas selecionadas para participar de uma promoção da Editora Lua de Papel em parceria com a Livraria Cultura, onde nós leríamos a edição não comercial do livro e faríamos uma resenha sobre ele - concorrendo a uns prêmios, o que melhorou a coisa toda.


Como ando sem tempo por ainda ter que fazer provas - não, não estou de férias e invejo profundamente todos vocês que já estão (sem olho gordo, só comentando) -, e como eu deveria estar estudando agora mesmo, essa resenha vai conter apenas minhas opiniões sobre O Pão da Amizade, que, se não me engano, será lançado agora em agosto. 

Skoob
Sinopse:Um presente anônimo conduz uma mulher a uma jornada que ela jamais poderia imaginar. Certa tarde, Julia Evarts e Gracie, sua filha de cinco anos, chegam em casa e encontram um presente na varanda da frente: um pão da amizade com o simples bilhete "espero que você goste". Junto, há um pacote de farinha, instruções de como fazer o pão e um pedido para que ele seja compartilhado com outras pessoas. Ainda abalada pela tragédia que a distanciou da irmã, antes sua melhor amiga, Julia continua perdida quanto aos rumos de sua vida. Ela jogaria fora o presente anônimo, mas, para alegrar Gracie, concorda em assar o pão. Quando Julia conhece duas recém-chegadas à pequena cidade de Avalon, Illinois, ela desencadeia uma ligação ao oferecer a elas uma parte da massa. A viúva Madeline Davis está trabalhando para manter aberto o seu salão de chá, enquanto a famosa violoncelista Hannah Wang de Brisay está numa encruzilhada, com o fim da carreira e o do casamento. Na cozinha do salão de chá de Madeline, as três mulheres firmam uma amizade que mudará suas vidas para sempre. Não demora para que todos em Avalon estejam assando o pão em suas cozinhas. Mas este momento feliz e as novas amizades também apresentam um novo desafio: a necessidade de reencontrar a irmã e lidar com uma situação que ela preferia esquecer. O pão da amizade conta uma história espiritual e comovente sobre vida, amizade, dores e dificuldades, comida e família, mas também sobre a necessidade de mantermos acesa a esperança.


O Pão da Amizade é o livro de estréia de Darien Gee, mas, sinceramente, não parece um livro escrito por alguém sem experiência no ramo. A narrativa é simples e envolvente ao mesmo tempo. Sem complicações. A história é cheia de ternura e mostra como cada pessoa tem problemas para lidar, como cada uma reage a eles a seu tempo e a sua maneira e que, no final, devemos superar isso. É uma história bem contada, sobre o cotidiano e os sentimentos de moradores de uma pequena cidade.


Gostei bastante de como a história foi contada. A autora alterna os personagens em foco o tempo todo, e achei que foi uma sacada inteligente porque não cansa o leitor. Quando acabava de narrar uma, passava para outro personagem e, gradualmente, libera informações que os ligam às personagens e aos acontecimentos principais. E é interessante como ela mostra que a cidade inteira, literalmente, acabou envolvida na corrente ao nos apresentar alguns moradores que não fazem parte do ciclo social dos personagens principais, mas que acabam ligados à narrativa por conta do pão.


Ao mesmo tempo em que me entreti com o livro, pensei em várias situações pelas quais já passei, e conheci vários personagens que se sentiam como eu mesma já me senti. A culpa é real, o medo é real, a vontade de seguir em frente é real. O carinho e o amor também são. É impressionante como dá para se colocar no lugar de alguns personagens, e como a autora narra a vida de habitantes de uma pequena cidade tão bem. Como moradora de uma, gostei muito de ler sobre alguns fatos e pessoas que fazem parte do meu dia-a-dia.


Gostei também, da tradução, achei que fizeram um bom trabalho. E achei a arte do livro maravilhosa, mesmo tendo apenas a versão não-comercial. E, pessoalmente, passei o tempo todo na expectativa, torcendo para que a Hannah, a Julia e o Mark, marido da Julia, não fizessem besteira.  Achei o começo confuso, justamente pela alternância dos personagens em foco, mas à medida que as páginas vão passando, tudo fica bem.


E o melhor: depois de tantas páginas lendo sobre receitas e variações do pão da amizade, temos no final do livro a receita de tudo! Assim que eu ficar de férias, farei, com certeza.


Recomendo para quem gosta de romances que falam do cotidiano. É bem no estilo Escola dos Sabores, mas, entre os dois, esse aqui é o meu favorito. Tenho certeza que o livro fará sucesso aqui no Brasil.

Espero que tenham gostado dessa resenha. Pessoalmente não gosto de colocar sinopses nelas, porque algumas acabam com a emoção do livro. Eu mesma só vim a ler a sinopse para colocá-la aqui, mas achei que era boa e que não entregava nada demais.

Mas me digam, o livro está em suas listas de desejos?

P.S.: Peço desculpas pelo sumiço, mas, como já falei, ainda tenho provas a fazer - e a faculdade consome todo o meu ser.
P.P.S.: Não deixem de participar das promoções em andamento aqui do blog:

Estudante de Engenharia de Alimentos na UFRPE, leitora nas horas vagas, viciada em coisas boas, sonha demais.

1 comentários:

Write comentários
Martha
AUTHOR
12 de julho de 2011 19:14 delete

Nayá,eu quero muito ler esse livro!! É bacana quando nos identificamos com a estória e fica sempre aquele gostinho de quero mais!!!Espero lê-lo em breve! E sim, está na minha lista de desejados!!:)E ainda tem receitas!!!hehehehe Ameeeiii!

Reply
avatar

Olá.
Obrigada pela visita! Sinta-se a vontade para comentar, e não tenha vergonha de escrever alguma dúvida ou sugestão. Sua opinião é importante para mim!