Love You, Hate You, Miss You - Elizabeth Scott

16:00:00 4 Comments A+ a-

Oi!
Eu tenho certeza que vocês já ouviram falar do Love You, Hate You, Miss You da Elizabeth Scott, não? Principalmente por ele estar na lista de publicações da Editora Underworld. Devem, também, ter visto a capa, que é maravilhosa! Mas se você ainda não ouviu falar, a gente muda isso agora!

Sinopse
 
Já se passaram 75 dias. Amy está cansada do interesse súbito que seus pais tomaram nela. E ela está realmente cansada das pessoas perguntando por Julia. Julia se foi, e ela não quer falar sobre isso. Eles não entenderiam, de qualquer maneira. Eles não entenderiam como é ter sua melhor amiga arrancada de você. Eles não entenderiam como é saber que foi sua culpa. O terapeuta de Amy acha que ajudaria se ela escrevesse um diário. Ao invés disso, Amy começa a escrever cartas para Julia. Mas à medida que escreve as cartas, ela começa a perceber que o passado não foi tao perfeito como ela pensava - e que o presente merece uma chance também.


Amy não está com um status muito bom: alcóolatra e depressiva. Foi sobrevivente de um acidente de carro com Jéssica, sua melhor amiga - e a pessoa mais incrível do mundo, pra ela. Ela se culpa pelo que aconteceu e acha que ela não merece nada que a conforte. Ser chamada de assassina na escola também é algo que ela mereça. Fora que a terapeuta nunca falava sobre o que dizia que iriam falar, sempre voltavam para o álcool. E sempre tentava a fazer pensar que as coisas que aconteceram não foram exatamente do jeito que ela lembra que foram. Que Jessica não era exatamente do jeito que era, nem agia da forma que ela achava que agia.


Mas ela não bebia mais. Porque o álcool a fazia se sentir bem, solta, não tão alta e nem tão desajeitada. O álcool a fazia se sentir bem nas festas em que frequentava, e a fazia se sentir bem mesmo sabendo que seus pais estavam tão apaixonados que não tinha espaço para ela no mundo deles. Ela não bebia mais porque se sentir bem não era o que ela merecia. Ela merecia sofrer, viver na realidade e encarar o que tinha feito. Encarar que era uma assassina.


Ela precisava colocar pra fora o que sentia, já que não falava com a terapêuta, então ela passou a escrever cartas para Jessica. Achei bem legal isso, porque ela realmente mostrava como se sentia com tudo que estava acontecendo, principalmente na escola. Tudo estava mudando, tudo parecia errado. A única coisa que parecia certa era que a mãe de Jessica também achava que a culpada do acidente era Amy. 


Mas o tchan da estória é quando Patrick - oh, Patrick...- que teve uma curta estória com ela, que é o único que olha nos olhos dela, e que parece ser o único que a compreende, a faz abrir os olhos para todos os verdadeiros sentimentos dela - mesmo que, para isso, ela discordasse, chingasse, e o confrontasse. Ele a fazia ver como se sentia com tudo. Para com a sua própria vida.


No final, ela tem duas escolhas: viver no mundo de culpa e infeliz que ela julga ser o que merece viver, ou se perdoar e viver a vida dela. Porque, no final, ela descobre que todos sempre temos escolhas, e que tanto Jessica quanto ela fizeram as suas próprias. Jessica não pode mais fazê-las, mas ela pode. Porque ela ainda está viva.


O livro é lindo e tocante. Elizabeth escreve de uma forma tão profunda que é como se você mesmo pudesse sentir o que Amy está sentindo. Houveram ocasiões em que eu estava estressada e sem saco para tudo, e que eu me irritava com a Amy. Pensava: supera! Mas depois, quando avançava nas folhas, eu percebi que eu agiria da mesma forma. E aí eu voltava a me envolver com a estória como se eu mesma estivesse vivendo-a.


Eu realmente fico contente pela Underworld lançar esse livro por aqui, porque é um livro que merece ser apreciado por todos. Eu tenho certeza que fará muito sucesso aqui no Brasil.


E vocês, já leram? O que acham, é o seu tipo de estória?


Até a próxima!

Estudante de Engenharia de Alimentos na UFRPE, leitora nas horas vagas, viciada em coisas boas, sonha demais.

4 comentários

Write comentários
Cacá SS
AUTHOR
8 de dezembro de 2010 20:39 delete

Tô louca pra ler esse livro. Fiquei muito feliz quando soube que a Underworld vai lançar ele aqui. Aguardando... parece ser tão bom...
Adorei a resenha!
Beijos

Reply
avatar
16 de dezembro de 2010 20:07 delete

Tá aí um dos livros mais guti-guti da Under! Amo esse título. Amo a capa e o livro promete. ^^

Bjs.

Reply
avatar
Marcia
AUTHOR
18 de dezembro de 2010 19:02 delete

A capa é maravilhosa mesmo!
Não conhecia esse livro, fiquei conhecendo agora.
Amy parece ser uma personagem bem interessante! É engraçado mesmo, acabamos por perceber que se fôssemos aquela personagem agiríamos da mesma forma.
Beijos!

Reply
avatar
Nayá
AUTHOR
18 de dezembro de 2010 19:09 delete

O mais legal é que, enquanto você lê o livro, você descobre o motivo do título. É um dos meus xodós. *-*
Super recomendo!
Beijos, meninas! =)

Reply
avatar

Olá.
Obrigada pela visita! Sinta-se a vontade para comentar, e não tenha vergonha de escrever alguma dúvida ou sugestão. Sua opinião é importante para mim!