Procura-se um namorado: Última chamada - Melissa Senate

13:36:00 3 Comments A+ a-

- Eu perco tudo e todos. Ninguém nunca vai me amar.
- Eu amo você - Eloise me disse, afagando meu cabelo. - Amanda ama você. Sua tia Ina ama você. Meu Deus, Jane, acho que até Natasha Nutley ama você!

O que, de fato, era verdade. Porque, além de tudo o que Jane tem que aguentar - como viver num apartamento minúsculo sem quarto, trabalhar feito uma escrava, ser solteira e acordar todo dia com os gritos e os rangidos da cama do cara da ópera, seu vizinho (que tem uma vida mais sexualmente ativa em uma semana do que ela, provavelmente, terá em toda sua vida) -, a fabulosa Natasha Nutley, que parecia uma super-modelo mesmo vestida em um blusão e uma calça, não saia mais de sua cola por causa de suas memórias.

Sim, porque suas memórias seriam best-sellers publicados pela Posh, empresa para a qual Jane trabalhava de editora assistente. Mas, como sua chefe, Gwen, estava de licensa maternidade, Jane estava com seu trabalho e o trabalho da chefe. Não obstante, ela seria a editora de Natraça, a pessoa que é a causa de toda sua insegurança e a perda de seu amor na escola. E que era culpada de viver uma vida perfeita.

Mas ela tinha de admitir que sentia só um pouquinho de inveja dela. Sair com atores famosos, ter um namorado-quase-noivo que mora em um barco, ter dois pais... a única família de Jane era sua tia Ina, seus avós e sua prima Dana... que ia se casar no Plaza.

Era pra Jane se casar no Plaza!
Era o sonho de seu pai que, do nada, a deixou.
E sua mãe também.

Mas ela nem se quer tinha namorado pra casar... nem pra ir de acompanhante nesse casamento. E ela já estava farta de seus avós ficarem empurrando-a para um tal de Ethan que era vizinho deles e, por mais ocupado que fosse, sempre dava uma mãozinha pra eles. E ele era do Texas. E era uma gracinha.

Mas o que qualquer um pensaria se ouvisse isso era que o Ethan era um feioso desesperado que, por ventura, também iria pro casamento. Ela não queria um encontro arranjado pelos avós! ... Mas Jeff, namorado de sua amiga Amanda, poderia arranjar com seus milhares de amigos. Por que não? Já que ela se sentiu tão pressionada que falou aos céus que tinha um namorado e que iria com ele ao casamento... ela só tinha que conhecê-lo.

Amanda e Eloise, suas duas únicas amigas, apoiaram essa 'loucura,' quem sabe não dava certo? Mas, cara, ela passa por poucas e boas. Pra melhorar tudo, seu chefe, o Jeremy, que parecia mais com o Pierce Brosnan, nem reparava que ela existia. E ela trabalhava como uma escrava pra eles há seis anos na mesma atividade.

Bem, na verdade, por conta de Natasha e seu livro ele até que a elogiava com certa frequência. Não a ela, ao seu trabalho.

Ela queria uma promoção, e estava se mostrando muito competente na ausência de sua chefe.
Ela saia com pessoas que ela nunca viu na vida.
Ela estava começando a ver um coração em Natraça Nutley.
E, por Deus, ela não queria ir pra esse casamento sozinha!

Eu vi nesse livro uma auto-superação. Não que ela tivesse algum problema, mas vamos encarar: quando a gente não está bem psicologicamente, nada que a gente consiga nos deixa satisfeitos enquanto não consigamos aquilo que está faltando.

E é nesta busca insensante que Jane se acha e consegue uma vida melhor e mais saudável. Porque até parar de fumar, ela conseguiu. E, mais ainda, ela se abre para as possibilidades.
Porque, como muitas mulheres, ela não se permitia experimentar algo novo, apesar de ser o 'novo' que ela queria.

Gente, acho que esse foi um dos melhores livros que eu li. É engraçado, conta uma estória que pode acontecer com qualquer um de nós e, no final, mostra aquela luz no fim do túnel. Pra nós mesmos. Muito, muito bom! *-*

Estudante de Engenharia de Alimentos na UFRPE, leitora nas horas vagas, viciada em coisas boas, sonha demais.

3 comentários

Write comentários
Lariane
AUTHOR
3 de maio de 2010 17:53 delete

eu tenho que dar uma chance. Parei na metade!

Reply
avatar
Tathy
AUTHOR
3 de maio de 2010 18:03 delete

Eu adoro esse livro. Qdo o comprei, foi por acaso, fui comprar um outro e esse estava por 9,99. Gostei do nome, da capa e da sinopse, comprei! Qdo o li, li logo em seguida O Diário de Bridget Jones e os achei bem parecido, mas esse ainda melhor.

Adoro!!!

Bjokas
@tathys
www.tathy.com.br

Reply
avatar
Nayá's. xD
AUTHOR
3 de maio de 2010 20:00 delete

Esse eu não achei chato em nenhum momento, eu quase desisto em Confissões de uma Ex. Você devia dar uma segunda chance, Lari! Vale muito a pena! *-*
Eu comprei esse na promoção dos 9,90, Thathy! *--* Ele e o Confissões de uma Ex. Espero que a Harlequin coloque os outros chick-lit da Red Dress Ink nessa promoção também!
Assim eu terei a coleção! *--*

Beijos, meninas!

Reply
avatar

Olá.
Obrigada pela visita! Sinta-se a vontade para comentar, e não tenha vergonha de escrever alguma dúvida ou sugestão. Sua opinião é importante para mim!